A banana é uma das frutas mais consumidas no mundo.

Nome Científico: Musa sp
Família: Musaceae
Características Morfológicas: A bananeira tem caule suculento e subterrâneo e seu “falso” tronco é formado pela sobreposição das folhas (que geralmente são verde-claras e brilhantes). Flores em cachos se formam a partir do coração da planta. A fruta é alongada, tem casca mole e polpa carnosa (que varia de cor, dependendo da espécie). São plantas herbáceas perenes.
Origem: Sudeste da Ásia (Noroeste da Índia, Burma, Camboja, Sumatra, Java, Bornéu, Filipinas e Taiwan).
Ocorrência Natural: No Brasil, todos os Estados produzem banana. Destaque para São Paulo, Santa Catarina, Bahia, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Rondônia, Goiás, Espírito Santo e Rio de Janeiro.

A banana é uma das frutas mais consumidas no mundo. E uma coisa é certa: todas as variedades existentes hoje derivam do cruzamento de duas espécies: a Musa acuminata e a Musa balbisiana.

O Brasil é o segundo maior produtor desta fruta e o primeiro em consumo. As variedades mais apreciadas por aqui são a prata, pacovan, prata-anã, maçã, mysore, terra, d’angola, nanica, nanicão, grande-naine e ouro.

Como não produz sementes, a propagação das bananeiras se dá através de mudas. O primeiro cacho surge entre dez e 18 meses do plantio. Dependendo da variedade e das condições de produção (a bananeira não tolera geada, por exemplo), pode fornecer de cinco a 40 quilos de fruta. Em geral ela é consumida in natura, mas vai bem de várias outras formas, como frita, cozida, em calda, em doce, como banana passa ou chips, além de farinha e em flocos.

Tem ainda o uso para a produção de álcool e vinagre. E vale acrescentar: o fruto é rico em açúcares, sais minerais (sobretudo potássio e fósforo, além de possuir teores médios de cálcio, ferro, cobre, zinco, iodo, manganês, cobalto e vitamina A). Até a casca tem aplicação prática: é ingrediente na produção de hambúrguer, salsicha, macarrão, pão e biscoito. A fauna silvestre aprecia muito o fruto.